8 Dicas como pagar o consórcio desempregado

1020
8 Dicas como pagar o consórcio desempregado.
8 Dicas como pagar o consórcio desempregado.
8 Dicas como pagar o consórcio desempregado
5 (100%) 5 vote[s]

Mantenha o seu investimento mesmo depois de perder o emprego, saiba como:

Situações que não podemos prever podem acontecer como perder o emprego, mas veja algumas dicas para continuar pagando o consórcio e realizar o seu sonho.

É importante entender duas etapas antes de começar as dicas, quando está contemplado e credito e usado e ainda não contemplado.

Quando você participa do consórcio o processo pode mudar um pouco, se já usou a carta de crédito para comprar algo que planejou e de uma pessoa que apenas investe.

O processo pode mudar de uma administradora pra outra, então vale apenas consultar, algumas oferece até seguro, para que numa situação dessa a seguradora pague uma quantidade de parcelas.

Cota não contemplada

A cota que aguarda a contemplação pode diluir parcelas em aberto, ou seja, o participante pode redistribuir até 3 mensalidades nas demais, assim dá uma folga financeira.

Lembrando que a mensalidade aumenta um pouco, porque as que estavam em aberto é diluído nas demais restantes.

Essa possibilidade é limitada, então fale com a empresa e saiba se há disponível.

Cota contemplada e crédito usado

Quando o crédito é usado o participante necessita manter os pagamentos em dia, para que outros possam receber o crédito.

Pode acontecer de ocorrer atrasos e é compreensível, mas atrasar por muito tempo pode iniciar as ações de cobrança e para evitar tente contato com a administradora.

Veja algumas dicas de como continuar pagando o consórcio mesmo depois de perder o emprego:

1ª Dica – conheça as suas despesas

A primeira dica é saber quais sãos os seus gastos mensais, quais são obrigação e quais podem ser cortados.

Ao conhecer o destino do dinheiro você pode avaliar melhor, ainda mais quando você tem o consórcio, pois manter as parcelas é muito importante para realizar um bem maior.

2ª dica – corte gastos

Sabemos que o desemprego é uma situação um pouco complicada, ainda mais se você investe na realização do seu sonho, nesse momento é importante cortar gastos desnecessários.

Faça gastos planejados, assim poderá fazer muitas coisas sem que fique privado de fazer o que gosta

Powered by Rock Convert

3ª dica – organize as prioridades

Manter uma casa ou manter as contas em dia é uma tarefa complicada, ainda mais se você é independente, a dica nesse caso é organizar as prioridades.

Decidir o que será pago primeiro e em segundo lugar é fundamental, para direcionar melhor o dinheiro, escolha as contas de sobrevivência, como luz, água e serviços essenciais.

Estabeleça o quão importante é realizar o seu sonho, em que prioridade ele está na sua lista de organização.

4ª dica – Poupe dinheiro

Essa dica talvez pareça absurdo para quem perdeu o emprego, mas é verdade!

Perder o emprego pode ser uma fase complicada, por isso poupar dinheiro até se recolar no mercado de trabalho é importante, assim você pode honrar os seus compromissos por mais tempo.

5ª dica – Quite dividas

Quando uma pessoa é desligada do trabalho é pago alguns valores que devem ser usados com sabedoria, uma delas é quitar contas.

Use o dinheiro do FGTS e rescisão para quitar o máximo de conta possíveis, assim você pode manter as contas mensais com mais facilidade, usando as parcelas do seguro desemprego.

6ª dica – Não faça contas

Essa também é uma dica difícil de se cumprir, mas é preciso não fazer mais contas, assim não compromete a renda destinada as contas essenciais e o consórcio.

É importante também evitar contas parceladas, isso pode comprometer a renda que já é limitada.

7ª dica – Conheça as suas possibilidades, seguro prestamista.

Se você investe no consórcio conheça as possibilidades que a administradora oferece, uma delas é redução do crédito, saiba o quanto pode baixar a parcela sem desistir de investir e pagando menos ainda por mês, ou ainda tem a opção de acionar o seguro prestamista.

8ª dica – Encontre alguma atividade complementar remunerada

A situação de desemprego é algo que nos desafia a manter nossas contas em dia, nossos compromissos, por isso conseguir alguma atividade complementar que gere renda é importante.

Se você sabe fazer, prestar algum serviço, vender, seja lá qual for, encontre algo que gere renda complementar, assim você manter as contas e o consórcio em dia.

Espero que essas dicas para continuar pagando o consórcio depois de perder o emprego possam ajudar você a melhorar o quadro financeiro e manter as contas em dia.

Se você ficou com alguma dúvida sobre o assunto, envie para nós! Será um prazer esclarecer!

Quer informações?

Ligue no nosso 0800 580 0249 ou converse conosco através do WhatsApp Corporativoclicando aqui: https://goo.gl/vQyBbK.